Estamos na Rede!

#49 O Presente do meu grande amor, por Stephanie Perkins

  Hey turma, tudo beleza?! A atrasada aqui ainda quer falar sobre a fofura desse livro, O Presente do meu grande amor, organizado por ...

domingo, 24 de dezembro de 2017

#43 Meu Fraco são Cowboys, Pam Houston.


Hey turma, tudo beleza? O #desenrolandoolivro de hoje é uma Aventura selvaaagem! Meu Fraco são Cowboys, Pam Houston.

Sinopse
Toureiros intrépidos, sheiks árabes, cowboys solitários. Muitos são os estereótipos masculinos que habitam a mente das mulheres. Da fantasia à realidade, algumas sucumbem à tentação e se envolvem com os mais diferentes tipos. Para agradá-los, elas não hesitam em enfrentar os piores perigos, como descer corredeiras, caçar no Alasca ou enfrentar ursos. Mesmo odiando o que foram obrigadas a fazer, algumas se desculpam, convencidas de que esses eram os únicos homens realmente interessantes. É a história desse tipo de relacionamento que a americana Pam Houston explora em Meu fraco são Cowboys. Pam conta, sob a ótica feminina, histórias de casais e de amores iniciados em situações de aventura e grande impacto emocional, e que não acabam bem. A autora aborda a incompatibilidade entre os sexos e traça uma geografia da alma masculina. Para conseguir isso, Pam passou mais de cem noites por ano ao ar livre, trabalhando como guia de canoagem e caçadas, explorando o mundo másculo das aventuras. Neste livro Pam Houston usa sua fascinação pela vida selvagem para explorar a luta contra a natureza, recorrente na obra de escritores homens. Pioneira na trilha de Hemingway e Jack London, ela inova lançando o olhar feminino sobre o tema. O resultado é um livro vigoroso que se tornou grande sucesso de público e crítica em todos os países onde foi lançado.

O Livro
O livro é um compilado de 12 contos independentes, mas que tem um fato em comum: todos contam estórias de casais onde o homem se mostra aventureiro e durão, e que tem sua companheira hora como ‘ajudante’, hora como ‘amante’, mas em todos os casos não há uma relação de segurança e confiança em ambas as partes.
“DIGA A ELE QUE NÃO É FÁCIL, DIGA-LHE QUE A LIBERDADE É APENAS UM SINONIMO DE NADA A PERDER” [p.12]
E a questão é: O que faz essas mulheres largarem tudo e seguirem em um caminho instável? Onde quase sempre o futuro é oculto e em muitas vezes não há como pensar em um futuro, pois só interessa viver o agora, o momento sem pensar nas consequências...
“VOCÊ SE PERGUNTA POR QUE NÃO EXISTE UMA PALAVRA QUE SEJA O ANTÔNIMO DE SOLITÁRIO. [p.154]
Os homens desse livro são selvagens, livres, indomáveis, e isso atrai algumas mulheres que se deixam levar pela aventura durante um tempo, mas como tudo perde a graça depois de um tempo elas se deparam com a decisão de sair da vida daquele ‘cowboy’ ou sucumbir-se aos seus encantos, sem promessas de um FELIZES PARA SEMPRE.
“ELE ESCREVE UMA CARTA QUE É CAPAZ DE EXTRAIR LUZ DE UM BURACO NEGRO. [p.156]
 
Minha opinião
Esse livro veio junto com uma pilha de livros antigos que minha irmã me deu há um tempo,  não estava levando fé nele, mas me surpreendeu.
 É um livro muito sensual, onde são abordados temas bem inerentes de relacionamentos amorosos, da incompatibilidade entre homens e mulheres, como seres tão diferentes podem estar juntos, e será que é possível estar juntos?
 São questionamentos apresentados no decorrer dos contos, cada um  com uma temática e conflitos.
Mas o que mais me incomodou no livro foi a postura da maioria das mulheres de cada conto, elas se deixam levar, como se fosse um encantamento pelo novo, pela aventura, elas não se posicionam e deixam sempre ‘ele’ tomar as decisões.
É um bom livro para uma leitura sem compromisso, sensual mas não erótico, posso dizer até reflexivo, com muitas frases que fazem pensar...
“A VIDA NOS DÁ O QUE PRECISAMOS, NO MOMENTO QU E PRECISAMOS. RECEBER O QUE ELA DOS DÁ É OUTRA COISA. [p.161]

Por hoje é isso turma!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

www.livroseoutrostrecos.com/