Estamos na Rede!

#38 A prisão do Rei, Victoria Aveyard

Hey turma, tudo beleza? Finalmente vamos falar no  #desenrolandoolivro de A prisão do Rei, terceiro livro da série A Rainha Vermel...

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

#30 Os Afetos, Rodrigo Hasbún.

os afetos livro Rodrigo Hasbún


Hey turma, tudo beleza? O #desenrolandoolivro de hoje é um livro que me deixou com sentimentos confusos, assim como os sentimentos de seus personagens, Os Afetos de Rodrigo Hasbún.

 O autor
Rosdrigo Hasbún, nasceu em 1981, em Cochabamba, na Bolívia.
Selecionado em 2010 como um dos melhores escritores de língua espanhola pela revista Granta, Rodrigo Hasbún é um dos maiores expoentes da nova geração de autores latino-americanos.
Os direitos de tradução de Os afetos foram vendidos para dez países e a adaptação cinematográfica do livro está em desenvolvimento sob a direção do premiado Juan Carlos Valdivia, com lançamento previsto para 2017.

O livro
Sinopse: Uma peculiar família de desbravadores, os Ertl decidem se exilar na Bolívia depois da derrota da Alemanha na Segunda Guerra Mundial. O desejo por aventura de Hans, o patriarca que fora cinegrafista da cineasta alemã Leni Riefenstahl, o leva a arrastar esposa e filhas em expedições em busca da cidade inca de Paitití, escondida na Selva Amazônica. Essa ânsia pelo desconhecido, com toda sua imprecisão e loucura, contagiará as meninas de diferentes formas, mas será Monika, a mais velha e audaciosa das três, a única a herdar o caráter inconformista do pai, porém com um objetivo muito mais temerário.Com elementos biográficos, históricos e ficcionais e narrado por diferentes personagens, Os afetos compreende um período de cinquenta anos da vida dos integrantes da família Ertl. Na polifonia da qual participam pai, mãe, filhas, mas também amantes e maridos, Rodrigo Hasbún reconta, à margem do idealismo, a convulsão política que abalou a América Latina na década de 1960, explorando as dificuldades que surgem ao se tentar conciliar as consequências das próprias decisões, tanto políticas quanto sentimentais.Um romance intenso e cheio de beleza, Os afetos evidencia como é possível estar ao mesmo tempo perto e distante daqueles a quem somos ligados pelo sobrenome e pelas memórias compartilhadas e também como essas memórias nem sempre são um terreno seguro.


O livro conta a estória da família Ertl desde seu exilio na Bolívia fugidos da Alemanha e dos terrores da Segunda Guerra Mundial até o final da vida de alguns, que compreende em um período de mais ou menos 50 anos.
Temos a estória de Hans, o pai, que era um famoso cinegrafista na Alemanha, sua Esposa e suas três filhas, Trixi, Heidi e Monika.
E toda a trajetória da família para se adaptar a um novo país, com novas culturas, outra língua e costumes. Que, para eles, aquele comportamento amigável e caloroso dos latinos-americanos não era comum.
A família Ertl é o exemplo de como podemos estar próximos e ao mesmo tempo distantes de quem amamos e de quem somos obrigados a amar. E isso será demonstrado em todo o livro, com todos os personagens, cada um a sua maneira.
Cada capítulo é narrado por um personagem diferente, deixando  o leitor sob diversos pontos de vistas diferentes e a única coisa que me remeteu todo o livro foi uma triste melancolia.
O livro mostra como a vida pode ser dolorosa, como muitas vezes nós apenas nos deixamos levar, ora porque não temos opções, ora por que nos cansamos de lutar...
Juntamente com a vida dos personagens ficamos sabendo de todo contexto político e histórico, com trechos com referencia a Che Guevara e toda revolução por detrás desse guerrilheiro.
Mas o livro em si concentra se a detalhar o rumo da vida de cada uma das irmãs Ertl levou, todas as três tiveram realidade muito diferentes uma da outra, entretanto em algum momento , por destino ou azar se cruzariam novamente.

“Não é certo que a memória seja um lugar seguro. Nela também as coisas se desfiguram e se perdem. Nela também terminamos nos afastando das pessoas que mais amamos” p. 120

Minha Opinião
“Não sentir nada é sentir alguma coisa? Faz anos que você se pergunta isso, mas não aparece nenhuma lembrança, nenhuma emoção.” p.105  

Com certeza Os Afetos não é um livro comum nem um romance normal, e também não é para qualquer leitor.
É um livro que não te promete nada, mas ao mesmo tempo  te desperta mil sentimentos, algumas vezes o leitor pode se confundir com as muitas linhas narrativas e isso ao meu ver foi proposital, pois essa confusão dos personagens transfere para o próprio leitor.
Li esse livro em uma tarde de domingo e ao final fiquei com a mesma sensação que os personagens: melancolia, nostalgia, um sentimento de perda de algo que nunca me pertenceu.
O autor coloca sabiamente todos os pensamentos e ações que em seu conjunto mostra gradualmente o afastamento e indiferença de cada personagem daquela família um pelos outros e a deterioração de cada um.
Um livro sem muita reviravoltas ou ação, entretanto é um livro intrigante e muito inteligente que vale a pena a leitura.

Por hoje é isso galera, inclusive esse livro está no sorteio que tá rolando aqui no IG, encontre a foto oficial e participe!  

2 comentários:

  1. Thanks for the share, keep up the posts! Always love checking out your blog. Great read!
    Scarlett

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. H ey! Obrigada pelo feedback! Temos sempre novidades por aqui! ♥♥

      Excluir

www.livroseoutrostrecos.com/