Estamos na Rede!

#36 A Metamorfose, Franz Kafka

Hey turma, tudo beleza? No #desenrolandoolivro de hoje vamos falar sobre A metamorfose de Franz Kafka. Contar uma coisa, eu acabei c...

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

#21 Misery: Louca Obsessão, de Stephen King


Hey turma, tudo beleza? O #desenrolandoolivro de hoje é muito especial, pois é do primeiro livro do Stephen King que leio, e para primeira leitura escolhi Misery: Louca Obsessão! 


O autor
Stephen Edwin King nasceu a 21 de setembro de 1947 em Portland, no estado norte-americano do Maine. 
É um escritor americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror/terror fantástico e ficção de sua geração.
Os seus livros já venderam quase 400 milhões de cópias, com publicações em mais de 40 países. E muitos deles foram reproduzidos para o cinema, e em especial, Misery recebeu um bom reconhecimento da crítica.
King é um fenômeno do gênero de terror/horror e inspiração para muitos autores! 
                                         Resultado de imagem para misery
O Livro
Somos apresentados a Paul Sheldon, um escritor que fez imenso sucesso com uma série de livros de romance, no qual  era protagonizada por Misery, entretanto Paul sente se frustrado pois não é o tipo de escrita que ele gostaria de ser reconhecido, então após a finalização dessa série de best-sellers, o escritor  vê a oportunidade de então escrever algo que ele goste.
Dessa forma, após terminar o manuscrito de seu novo livro Paul se envolve em um acidente grave de carro e é resgatado para sua sorte (ou não) por Annie Wilkes uma enfermeira aposentada e que depois Paul descobre que Annie é sua fã n° 1 que ‘coincidentemente’ o encontrou e o levou para sua casa até que ele tenha condições de ir para o hospital.
A princípio Paul entende essa boa ação como sorte, pois ele poderia ter morrido no acidente, entretanto, após Annie, sua fã número 1 descobrir que Paul ‘matou’ sua personagem preferida no livro ela entra em choque e vai descontar toda sua raiva em Paul, que será obrigado a escrever outro livro, mas dessa vez com um fim que agrade sua fã numero 1 Annie Wilkes.
Nem que para isso ele seja torturado das mais diversas formas e castigado em todas suas tentativas frustradas de fuga, e Annie não poupará a vida de ninguém até que ela tenha sua ‘doce e linda Misery’ de volta em um novo livro da serie escrito especialmente para sua fã numeto 1!


Minha Opinião
 Esse foi o primeiro livro do autor que eu li e eu adorei a escrita , a narrativa e todos os recursos utilizados para sermos colocados no universo do livro. O livro é basicamente composta apenas pelos dois personagens, mas em muitos momentos Paul em seus pensamentos e “idas e vindas da maré e dos mourões” relata situações de seu passado, de sua vida  até aquele momento, os seus sentimentos e sensações, e nós como leitores entendemos um pouco como é a cabeça de um escritor, isso eu achei MASSA!!
Um detalhe do livro que eu achei sensacional foi à relação de Paul e maquina de escrever que Annie conseguiu para ele começar o ‘novo’ livro.
As conversas dele com a maquina, dando um ar de loucura a e ao mesmo tempo mostra a deterioração de sua mente e suas esperanças de sair daquela situação vivo, e ao decorrer do tempo, com a maquina com seu “sorriso sínico e com a letra N faltando, como se faltasse um dente em sua grande boca”.
E ficamos sabendo também do conturbado passado de Annie e que de ‘certa’ forma nos faz compreender o contexto para que ela tenha chegado a esse ponto.
O livro é muito bem disposto e o leitor é totalmente introduzido na realidade da estória, muitas das vezes eu quase pude sentir a dor que Paul sente!
Talvez esse tipo de terror seja o pior tipo, o terror real, e a maldade de pessoas reais e suas mentes  doentias  para mim é muito mais amedrontador do que fantasmas ou espíritos!
Como eu disse, a adaptação desse livro para o cinema  é um dos mais aclamados  de todas do King, creio eu pois, outros tipos de terror /horror seja mais difícil de representar graficamente.

A atriz  Kathy Bates que interpreta Annie Wilkes, dá um show a parte, papel o qual lhe rendeu o Oscar de Melhor Atriz em 1991.
Eu assisti o filme e sem brincadeira, a Atriz é realmente a Annie q eu imaginei enquanto fazia a leitura, apesar do livro pegar MUITO MUITO MUITO mais leve do que no livro e isso me frustrou um pouco, mas eu entendi como uma forma do filme não passar por nenhuma censura por conta das cenas fortes que se, fosse fiel ao livro, iria pegar pesado!
Por hoje é só, beijocas e até a próxima! 

Dê uma olhadinha no Trailer:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

www.livroseoutrostrecos.com/