Estamos na Rede!

♥ ESPECIAL MÊS DOS NAMORADOS: PROJETO QUERIDO FUTURO NAMORADO #QFN ♥ LEIA AQUI!!

SORTEIOS ATIVOS

Hey pessoas, Tudo bem? Esse tópico é para divulgar os sorteios que estão rolando! Vocês podem encontrar todos no Instagram  Corre lá !  S...

quarta-feira, 12 de abril de 2017

#02 OS 13 PORQUÊS

♥ OS 13 PORQUÊS

#02 DESENROLANDO O LIVRO

E ai pessoas?! Tudo bem com vocês? Como eu já tinha esboçado a vontade de adiantar o desenrolando o livro, pra aproveitar o reboliço né?!
Então vamos inverter os assuntos essa sem ana ok?, bora pra livro hoje, e na sexta trago outro assuntinho bacana, ok?
Na verdade queria falar do livro depois de assistir a série no Netflix que tá dando o que falar, mas fiquei enrolada com o acúmulo de matéria da pós, devido a empolgação com esse novo mundo 'bloguerístico', ai já viu...
Mas consegui! Deu tudo certo, se considerar que a matéria ficou pro feriado. rsrs
Mas bora lá, sobre o autor, falamos de Jay Asher, com sua primeira obra, teve a ideia de escrever os 13 porquês enquanto visitava um museu e escutava os comentários gravados sobre as obras em um áudio-guia.
     Em uma entrevista ele falou sobre o motivo que decidiu falar em seu livro de estreia sobre esse assunto:
"Senti que as pessoas estão com muito medo de falar honestamente sobre o assunto, e é muito importante falar. Quando alguém se suicida, mas não procura ajuda, muitas vezes é porque acham que ninguém vai entender. Primeiro porque todo mundo tem muito medo de falar sobre isso. O que também torna mais difícil chegar às pessoas com quem nos preocupamos e dizer que temos medo que nos machuquem ou machuque a elas mesmas."
E o que motivou a escrita: "Uma parente próxima tentou o suicídio quando ela tinha a mesma idade de Hannah Baker. Como ela morava perto, tivemos a oportunidade de discutir como ela chegou ao ponto de pensar que terminar sua vida era a única maneira de acabar com a  sua dor. Mas isso aconteceu nove anos antes de eu ter  a ideia para o meu livro. Por muitos anos, eu queria escrever um livro com uma estrutura de áudio tour, com dois narradores simultâneos. Eu tive essa ideia depois que eu fiz a minha primeira turnê de áudio através de uma exposição do King Tut, em Las Vegas. Eventualmente, ambas as idéias se uniram e Os 13 Porquês nasceu." Veja completa aqui.
Isnta: @livroseoutrostrecos

A repercussão do livro foi grande por esses dias, mas esse livrinho não é novo não, foi lançado a 10 anos atrás, em 2007. Claro, isso devido ao seriado que trás a mesma premissa do livro.
Mas vamos à história, a trama se desenrola quando, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome, contendo algumas fitas, quando retorna da escola. Ao ouvi-las descobre que as fitas foram gravadas por Hannah Baker, uma colega de classe que cometeu suicídio a duas semanas atrás.
Nas fitas, Hannah explica que existem 13 motivos que a levaram à decisão de se matar.
Clay é um desses motivos.  Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Basicamente o livro se desenrola intercalando entre os motivos de Hannah e tudo o que passa na cabeça de Clay durante o tempo que ele houve as fitas.
O livro demonstra de forma sensacional como mínimas coisas podem se transformar em uma 'bola de neve', pequenas atitudes do dia a dia que resultam em diferentes consequências, dependendo que as recebe.
Pequenos acontecimentos ao decorrer do tempo e as pessoas não se dão conta o quanto afetou Hannah, o livro trata de assédio, descriminação, estupro, bullying, tudo isso em torno do universo estudantil, estudantes em fase de formação de caráter e protos para encarar a vida adulta.
O livro trata todo o enredo de forma bem dinâmica e particularmente percebi que esse método é um dos mais eficientes.
Foi tratado desses assuntos na perspectivas dos próprios adolescentes, fazendo o leitor literalmente entrar na historia e entender o que fez Hannah chegar ao extremo.
Um livro profundo, tenso e realmente vai te arrancar emoções e nos trás uma reflexão dos nossos atos, de como uma palavra ou atitude que pode não nos parecer nada, pode ser algo dilacerante para a pessoa que recebe.
Sendo assim, foi feita uma adaptação em formato de 13 episódios, sendo cada episódio para um dos 13 motivos.
Ouvi muitas pessoas reclamando, que alguns episódios se passam arrastados, mas a meu ver, a ideia de aprofundar nos outros personagens, que foi muito interessante.
 Tendo em visto que no livro a história gira apenas na perspectiva de Clay e Hannah, a serie relatou muito bem, principalmente na ótica dos pais de Hannah, que no livro não é tratado a fundo, a luta dos pais de tentar entender o que aconteceu.
Quero apenas comentar mais dois pontos interessantes, antes que vocês se cansem de ler.
1 - estereótipos! Que sacada de mestre dos produtores da série, Courtney eu tinha a imagem de uma loira, alta, patricinha cheia de não me toques e pompom rosa!
Meu queixo simplesmente caiu quando vi a atriz... Isso mostra apenas mais um 'ranço' impregnado na mania de estereotipar as pessoas, isso também é uma forma de agressão!
Quantas vezes pensando algo de alguém ou alguma coisa que não fazia jus a realidade?? Um tapa na cara da sociedade!!!
1.1 Tony... Que charme é aquele?? socorro

2- Muitas poucas pessoas que falaram sobre o livro/serie comentaram sobre o mini documentário no ultimo episódio, onde é falado sobre esse tipo de comportamento e na importância de acompanhamento e atenção na fase da vida onde os indivíduos formam seus próprios conceitos e percepção da vida adulta e como lhe dar com essas questões.
Bem eu gostei do livro e da série, não querendo ser clichê, mas na série teve umas alterações, posso dizer que no livro, em alguns momentos, me pegava torcendo para que tudo aquilo não fosse real, que ela estava viva, que tinha conseguido lutar.
 Mas fazer o que não é mesmo?
Você como eu não pode pagar 51 dilmas+ frete no livro, entra aqui, alguns pequenos erros de tradução/linguagem mas nada que atrapalha (legalizado tá amores)
E o ultimo episódio tivemos a ‘deixa’ de uma próxima temporada.                                
Mas o importante é que o assunto foi muito bem desenvolvido e posto em uma linguagem que realmente será ouvida, e se pudesse gritaria em mega fone, que, todos devem falar sobre o assunto! Falem!
Falar é a única forma de tentar previnir/ajudar alguém a acabar com a própria vida por causa de problemas que as vezes pra mim são pequenos, mas no interior do coração do outro é uma imensa tempestade!
Se por acaso, alguém tenha lido até aqui e esteja passando por algo parecido, só te peço CALMA, VAI PASSAR, VOCÊ NÃO PRECISA PASSAR POR ISSO SOZINHO (A).
Existem muito mais motivos lindos para viver, para seguir.

Beijocas.!

7 comentários:

  1. Foi bem interessante saber o motivo que levou ele a escrever o livro, desconhecia isso. Adorei saber a sua opinião e o post.

    Bjs,
    Garota Perdida nos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que essa informação foi importante pra você! Ficamos felizes pelo feedback, bjos!

      Excluir
  2. Eu não me considero uma pessoa apta para ler ou assistir essa série apesar da grande repercussão, mas te admiro por conseguir ler o livro. Mil beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, realmente o livro/série não é recomendado para todas as pessoas, pelo teor da temática, as vezes, o leitor pode entender de forma contrária do que realmente é. Obrigada pelo feedback"! beijocas.

      Excluir
  3. Eu tô louca por uma segunda temporada, acho que eles têm muito mais conteúdo pra trabalhar na série, mesmo que a história do livro já foi, de fato, contada! <3

    Beijos ♡
    misinwonderland.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Milena, com certeza, o livro já foi entregue na primeira temporada, mas como toda adaptação, foi feita mudanças para que possa vir a ter uma segunda temporada sim. Eu particularmente espero que eles corrijam alguns pontos que ficaram meio que ' mal entendido', como o fato do desfecho final de Hannah. [SPOILER] Não podemos pensar que o suicídio é uma solução ou UNICA solução. Como foi retratado no ultimo episódio com a morte da Hannah, suicídio nunca é a solução! Obrigada pelo feedback Milena, :) beijocas.

      Excluir
  4. Ola!
    Adorei sua resenha, muito completa e bem explicada. Eu li o livro e assisti a serie, mas preferi a serie por ter desenvolvido mais alguns aspectos. O pior da serie/livro é ler/assistir sabendo que ela vai morrer ja :( Seu blog está uma gracinha, continue assim! Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br/
    Insta: http://instagram.com/blogliterarte

    ResponderExcluir

www.livroseoutrostrecos.com/